Adolescente de 14 anos é morto por vingança na Pedreira Polícia diz que adolescente de 14 anos levou dois tiros na cabeça depois de executar rapaz

Extraído de: noticias.orm.policia   Novembro 18, 2013

Um adolescente de 14 anos foi morto com dois tiros na cabeça, por volta das 22h ontem, na travessa Vileta, próximo ao canal do Galo, no bairro da Pedreira. De acordo com o sargento Lobato, da 1ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar, dois homens em uma moto fizeram os disparos. "A única informação que temos é essa. Ninguém soube informar as características dos sujeitos que fizeram os disparos ou dar mais detalhes sobre o caso. Todos ficam com medo e preferem não falar", comentou o policial.


Uma equipe da Divisão de Homicídios foi até o local para fazer as primeiras investigações sobre o crime. Para o delegado Lenoir Cunha, o assassinato foi motivado por vingança. "Conversamos com familiares da vítima e eles disseram que o adolescente, uma hora antes de ser assassinado, tentou matar um rapaz, que morreu no hospital. Os comparsas dessa pessoa vieram vingar a morte do amigo", explicou o delegado.


Moradores da área comentaram que o crime praticado pelo adolescente também ocorreu na Pedreira. "Esse menino aí que morreu atirou no ?Toninho?. Depois disso, dois amigos dele vieram de moto e mataram o adolescente com a própria arma que ele carregava", disse uma testemunha, que pediu para não ser identificada.


No local do crime, policiais civis receberam a informação de que a pessoa baleada pelo adolescente de 14 anos morreu no hospital. "Ainda não temos a identidade completa do ?Toninho?. A única coisa que sabemos é que ele levou cerca de cinco tiros, recebeu atendimento médico, mas não resistiu aos ferimentos. Também não sabemos o que teria motivado a desavença entre os dois", disse o delegado Lenoir Cunha.


Um morador da área, que pediu para não ser identificado, disse que a criminalidade tem aumentado na Pedreira e que a morte do adolescente tem relação com o tráfico. "As famílias daqui entram em colapso com a violência cada vez maior. A gente sabe que esses jovens, assim como esse que morreu, se metem com o tráfico, ficam devendo e depois pagam com a própria vida", afirmou.


Fonte: Jornal Amazônia

Foto: Cristino Martins / Jornal Amazônia

Autor: Vinculado ao noticias.orm.policia


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki