Duas religiosas das Irmãs de São José morrem em acidente no Mato Grosso do Sul

Extraído de: redesul.noticias   Agosto 17, 2013

As irmãs Lucinda Moretti e Adelaide Furlanetto deverão ser sepultadas no domingo, 18/08, em Garibaldi

Morreram na tarde desta sexta-feira, 16/08, vítimas de um grave acidente de trânsito, as irmãs Lucinda Moretti, 71 anos, e Adelaide Furlanetto, 77. A tragédia ocorreu por volta das 14h20, na BR 163, a três quilometros do perimetro urbano de Juti, sentido Naviraí.

Conforme apurado pela reportagem do CaarapoNews, que esteve no local, uma caminhonete Ranger se chocou com o Gol que estavam as freiras. Com o impacto, o automóvel parou a mais de 30 metros do local da colisão. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a Ranger XLS, de cor prata, com placa NSB 2691, de Caxias do Sul, conduzida por Valdimir Pereira Farias, 39 anos, morador em Campo Grande-Mato Grosso do Sul, vinha de Naviraí, sentido Capital, quando colidiu com o Gol de cor branca, placas HRI 8401, que era conduzido pela freira Adelayde, que levava como carona a outra freira, Lucinda. Elas morreram ainda no local.

Irmã Adelayde Furlanetto(Foto: Bruno Pasini)

Irmã Lucinda Moretti

A polícia acredita que as irmãs não tenham visto a caminhonete ao acessarem a estrada vicinal que dá acesso a chácara São José. As freiras Lucinda e Adelayde faziam parte da Congregação Irmãs de São José de Chambéry, grupo aqui de Garibaldi. Lucinda Moretti morarava em Caarapó e prestava serviços na aldeia Te' yikue e também em Juti, enquanto Adelayde Furlanetto fazia parte da paróquia Santa Luzia de Juti.

(Foto: CaarapoNews)

Os corpos foram necropsiados no IML de Dourados e após liberados para o velório em Juti, onde às 9h, da manhã deste sábado, 17/08, ocorreu a missa de despedida. Irmã Lucinda é natural de Feliz e Adelayde de Garibaldi. Os corpos deverão ser transladados para Garibaldi, onde ocorrerá o velório. Segundo a Irmã Sueli, do Mosteiro de São José de Garibaldi, os corpos deverão chegar, provavelmente no domingo,18/08, a Garibaldi, e o sepultamento deverá ocorrer à tarde, em horário a ser confirmado. Ela também informou, que a pedido dos familiares da Irmã Lucinda, existe a possibilidade do seu corpo ser sepultado no cemitério de uma capela no interior de Feliz, enquanto, que Adelayde será sepultada no jazigo das Irmãs de São José, no Cemitério Público Municipal de Garibaldi.

Conforme ela, o povo que era auxiliado pelas religiosas oferecem as últimas homenagens neste sábado, 17/08, e depois vai ocorrer o translado. Ela diz que uma comitiva do assentamento onde elas viviam deverá acompanhar o translado e vem participar da cerimônia de sepultamento.

As irmãs eram muitos queridas pelas famílias assentadas da reforma agrária. Elas moravam nesses assentamentos auxiliando as mulheres e as crianças. Viviam de modo humilde, levando o carisma da ordem, espiritualidade e lutando por melhores condições de vida. Na Pastoral da Terra, elas desenvolviam projetos voltados a educação ambiental, de forma participativa, incentivando a conservação de espécies existentes na área do assentamento, além de ensinar a multimistura rica em vitaminas para fortalecer a imunidade das crianças e adultos.

A professora aposentada Celita Beal ficou triste ao saber da morte da Irmã Adelaide e ligou para a Rádio Garibaldi para comentar das lembranças da religiosa. “Adelaide era muito carinhosa, paciente e atuou, por muito anos, na UGEAS que administrava, na época, a Escola São José com o antigo ensino do segundo grau”, lembra Celita.

A jornalista Denise Furlanetto da Campo que é sobrinha de Adelaide diz que a tia era uma pessoa maravilhosa, sempre disposta a ajudar os outros. “Todos os anos, no dia de São José ela não falhava, ligava para a casa de meus pais para levar ao meu pai, José, com quem tinha muita ligação, as bençãos do santo. E mesmo após a morte dele, ela continuou com esse gesto. Era sagrado o contato dela no dia 19 de março de cada ano”, comenta Denise.

Postado por Lilian Donadelli (Rádio Garibaldi), dia 17/08/2013 às 07:15

Autor: Vinculado ao redesul.noticias


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki