Enchentes do Madeira - Professor Nazareno

Extraído de: rondoniaaovivo.noticias   Fevereiro 15, 2014

A enchente do rio Madeira não dá tréguas. Estamos ainda no mês de fevereiro e as previsões são as mais pessimistas possíveis. Cientistas da Unir, a Universidade de Rondônia , junto com pesquisadores do IPCHSRO, Instituto de Pesquisas em Cheias, Hidrologia e Sujeiras do Estado, já emitiram um alerta às autoridades e à sociedade em geral dando conta de que essa enchente de 2032 pode bater a marca dos 20 metros. As barrentas e caudalosas águas do Madeira já invadiram o camelódromo e outras áreas importantes da cidade e avançam sem dó nem piedade sobre a Avenida Rogério Weber no centro da Capital. Há fortes indícios de que em pouco tempo poderão atingir a Avenida Sete de Setembro bem como outras importantes vias levando o caos para todo o centro e causando transtornos ao trânsito e também sérios prejuízos ao comércio.

A Bailarina da Praça, Prefeita da cidade, convocou uma reunião de emergência com os seus assessores diretos para debater o problema. A mandatária do município afirmou anteriormente que sua maior preocupação é dar total segurança para os moradores da região que estão sofrendo com a inusitada catástrofe. “A Prefeitura de Porto Velho de tudo fará para socorrer as muitas famílias dos bairros Triângulo e adjacências. Se preciso for, criaremos algo inédito nesta cidade: um novo bairro para abrigar todas as pessoas atingidas pelo fenômeno”, afirmou a Bailarina da Praça. Já a Governadora do Estado, Ana da 8, colocou todo o aparato do seu partido, o PT, bem como a infraestrutura disponível para enfrentar o caos. “Vamos mobilizar toda a sociedade civil e os órgãos do Estado para isso”, afirmou a popular Governadora.

Roberto Sobrinho, Ministro da Integração Nacional, já confirmou que virá em breve a Porto Velho para acompanhar de perto o problema. Sobrinho deixou claro que esta sua atitude não é por ser este ano um ano de eleições. “O Governo Federal sempre esteve preocupado com os destinos de Rondônia e por isso dará todo o apoio necessário tanto à Prefeita da capital quanto à Governadora”, disse o Ministro. Ele adiantou também que em muito breve começarão as obras para finalizar os viadutos na entrada da cidade, assim como não faltarão recursos para realocar as famílias e finalmente terminar a ponte que liga Porto Velho a Humaitá. Roberto Sobrinho deixou claro que a maior preocupação do Presidente Lula é que não falte farinha d’água em Porto Velho uma vez que os moradores do projeto Joana D’Arc já estão isolados.

Todos são unânimes em afirmar que esta enchente está nos levando ao caos. Fraldas descartáveis, absorventes femininos usados, lixo, imundícies e garrafas pet já estão boiando por toda a área alagada. “Se a cidade tivesse uma boa infraestrutura sanitária com redes de esgoto, água tratada e coletas de lixo, o problema seria menor”, enfatizou a Prefeita. “Mas estamos trabalhando para resolver o mais depressa possível estes pequenos problemas”, concluiu. A Governadora afirmou que pode até suspender as aulas em toda a rede estadual de ensino da capital para usar as escolas como abrigos temporários. “Podemos reduzir o ano letivo para 100 dias e criaremos escolas com cinco turnos diários se preciso for”, enfatizou Ana da 8. A sociedade está muito preocupada com esta enchente, pois a Banda do Vai Quem Quer pode não desfilar, já que não haverá barcos para todos os brincantes. “Sem carnaval e sem a famosa banda, Porto Velho sucumbiria para sempre”, é o que todos afirmam. O Professor Nazareno, pastor evangélico da Igreja “Ungidos por Cristo” já colocou a estrutura de sua rica congregação para ajudar os atingidos. Vereadores, Deputados Estaduais e as autoridades em geral demonstraram preocupação e boa vontade para ajudar a todos. Sairemos desta.

*É Professor em Porto Velho.

Autor: Vinculado ao rondoniaaovivo.noticias


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki