Estudante da UFPR é morto próximo ao Couto Pereira

Extraído de: parana-online.policia   Maio 20, 2013

O estudante do curso de direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Rafael Portugal, 29 anos, foi assassinado a tiros, por volta das 22h, de sexta-feira (17), no Bairro Alto da Glória. O crime aconteceu em frente ao prédio que ele morava, na Rua João Gualberto, quase esquina com a Rua Mauá, quando conversava com um amigo e foi surpreendido pelo assassino. Os familiares contaram para a polícia que ele havia comentado que estava sendo ameaçado de morte.

Rafael estava em casa e foi até a frente do prédio conversar com um amigo, dentro de um carro. A testemunha contou que um homem negro, com cavanhaque se aproximou e perguntou para eles onde era o Estádio do Coxa. Quando Rafael se prontificou a dar a informação, o homem sacou a arma e efetuou os disparos. Rafael morreu na hora, e o bandido fugiu e não foi localizado.

Segundo o delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Homicídios (DH), Rafael foi ferido com três tiros e o homem não foi identificado. A família dele contou que Rafael estava sendo ameaçado, mas ninguém soube dizer o motivo das ameaças. "O latrocínio está praticamente descartado. Vamos ouvir o amigo dele e solicitar imagens das câmeras de segurança, para tentar identificar o autor do crime", explicou o delegado. Domingo (19), Recalcatti explicou que Rafael tinha envolvimento com drogas e já tinha causado confusão no prédio onde morava. Mesmo assim, não há motivo claro para a execução do rapaz.

Autor: Vinculado ao parana-online.policia


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki