Plataformista fidelense morre em acidente na SS-69 na Bacia de Santos

Extraído de: ururau.cidades   Maio 18, 2013

Um plataformista, 34 anos, empregado da Seadrill morreu às 10 horas, neste sábado (18/05), imediatamente após sofrer uma queda de uma altura de 20 metros na plataforma SS-69. A sonda realizava uma operação de descida de revestimento em um poço, na Bacia de Santos, e estava à serviço da Petrobrás.

O Sindipetro-NF vai indicar um representante para a comissão que vai analisar as causas de mais esse acidente nas atividades da Petrobrás. 

A morte de Leandro acontece 72 horas após a morte de outro plataformista em condições muito semelhantes que aconteceu na SS-83, também na Bacia de Santos. Leandro é morador de Vila dos Coroados, em São Fidélis. 

O Sindipetro-NF e a FUP criticam duramente a política de segurança da Petrobras e dois acidentes fatais em 72 horas confirmam a necessidade de mudanças profundas nessa política.

OUTRO ACIDENTE DE TRABALHOUm plataformista da empresa Queiroz Galvão, que atuava na plataforma de perfuração SS-83, na Bacia de Santos, morreu na tarde de quinta-feira , vítima de acidente de trabalho. A empresa atua sob contrato com a Petrobrás.

O trabalhador sofreu uma queda às 11h39, de uma cesta que estava a uma altura de sete metros, durante uma operação de descida de revestimento. Quando ainda chegava o resgate ao local, às 14h30, o petroleiro não resistiu aos ferimentos e morreu.

Embora a sonda esteja em operação na Bacia de Campos, o contrado é com a E&P-Serv da Bacia de Campos. Em razão disso, o Sindipetro-NF participará da comissão que investigará o acidente, representado pelo diretor Wilson Reis.

Autor: Vinculado ao ururau.cidades


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki