Polícia prende dois suspeitos de sequestro e morte de caminhoneiro em Canarana

Extraído de: odocumento.politica   Outubro 01, 2012

Da Redação

A Polícia Judiciária Civil prendeu dois homens envolvidos no sequestro de dois caminhoneiros, um na cidade mato-grossense Canarana (823 km a Leste) e outro em Campo Grande, Estado de Mato Grosso do Sul. Os presos Jander Pereira Vasconcelos, 30, e Magno Santana Soares, 24, foram presos na quinta-feira (27.09).

No assalto cometido em Canarana, o caminhoneiro, Edson Luiz, 33 anos, foi morto a tiros e em seguida teve a carreta roubada, no dia 27 de setembro deste ano.

As investigações iniciaram com informações de um possível assalto programado de um caminhoneiro. A Polícia Civil suspeitava que os assaltantes poderiam ser os suspeitos detidos para averiguação, por não serem da região e por apresentarem versões contraditória no momento da abordagem.

Em contato com a Delegacia da Polícia Civil de Campo Grande (MS), o delegado Marcos Dias Leão, descobriu que os presos em Mato Grosso eram também investigados no sequestro de um caminhoneiro, na cidade de Nioque, em Mato Grosso do Sul, ocorrido no dia 18 de setembro deste ano.

Os assaltantes mantiveram o motorista em cativeiro e o caminhão levado para o Paraguai pelos bandidos.

Imediatamente, o delegado determinou aos investigadores de Canarana que averiguassem se existia ligação entre os dois detidos com o caso no estado vizinho. No decorrer das investigações, os policiais civis receberam a informação de que havia um caminhoneiro da cidade de Vila Rica desaparecido após ter vindo para Canarana realizar a entrega de tijolos.

No boletim de ocorrência registrado, a família relatou que o último contato que manteve com o caminhoneiro, Edson Luiz, foi no dia 27 de setembro.

Nas investigações, a Polícia Civil recebeu informação de que o celular da vítima havia sido encontrado por uma pessoa de Canarana. "A partir de então, os investigadores passaram a considerar que havia mais um elemento que ligava os dois detidos ao sumiço do caminhoneiro na região", disse o delegado.

No estado do Mato Grosso do Sul, a vítima de sequestro reconheceu os dois suspeitos como autores do crime praticado no dia 18 de setembro, que tiveram mandado de prisão preventiva decretados pela comarca de Nioque, na última sexta-feira (28.09).

Diante das provas, os dois suspeitos confessaram o envolvimento no sequestro e roubo seguido de morte do caminhoneiro desaparecido em Mato Grosso . Eles contaram que haviam rendido a vítima, no trevo de Querência, próximo onde o corpo do caminhoneiro foi localizado na manhã de sábado (29.09).

Um deles também confessou que caminhoneiro, Edson Luiz, estava morto e indicou o local onde o corpo foi depositado, numa mata fechada a cerca de 100 quilômetros da rodovia. Conforme o delegado Marcos Aurélio Leão, a Polícia tinha expectativa de encontrar a vítima ainda com vida, apesar da hipótese dela já estar morta fosse também considerada pela polícia.

O delegado informou que uma terceira pessoa está envolvida no crime. Trata-se de Roberto Santos da Silva, "Mangulão", residente na cidade de Vila Rica e conhecido da vítima. Para a polícia o fato de ser conhecido da vítima, facilitou a emboscada já que, o caminhoneiro foi atraído para o local onde foi feito refém sem desconfiar de nada.

"Mangulão" foi o responsável por levar a carreta placas NJU 9173 e NPD 9483, de cor cinza, possivelmente para o Paraguai.

O preso Jander Pereira Vasconcelos e Magno Santana Soares foram autuados pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte) e porte ilegal de arma de fogo. A arma utilizada no crime, uma pistola calibre 380, estava escondida em um compartimento de um veículo Meriva, utilizado pelos assaltantes.

Autor: Vinculado ao odocumento.politica


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki