População do município de Serra Preta continua aguardando estrutura para utilizar celular

Extraído de: jornaldachapada.cidade   Julho 23, 2013

A população do município de Serra Preta, na Bacia do Jacuípe, continua cobrando estrutura para utilização de aparelho de celular. Com mais de 15 mil habitantes, com distância de 170 km da capital e 60 de Feira de Santana, Serra Preta, assim como outros municípios do interior da Bahia , não possui sinal de celular. Nem mesmo as manifestações que aconteceram anteriormente, nem o diálogo que abriram com o governo estadual, foram capazes de resolver a situação.

Segundo informações do morador Alexsandro Matos, foi instalada em 2005 uma torre da operadora VIVO próxima ao distrito do Bravo, que serve como repetidora. Em 2009, foi instalada uma segunda torre na sede do município da operadora CLARO, que só distribui o sinal no raio de 3 km devido à geografia da cidade, beneficiando menos de mil habitantes que moram na sede.

Quinta torre instalada, dessa vez na Serra do Taquari | FOTO: Reprodução |

"Para terem um ideia, em seguida foi erguido uma terceira torre da operadora CLARO no povoado do Descanso, na divisão com Riachão do Jacuípe, abrangendo só os moradores daquela localidade. Já em 2010, uma quarta torre foi instalada às margens da Estrada do Feijão pela operadora CLARO, próximo ao distrito do Bravo, e a quinta torre na Serra do Taquari, ambas estão funcionando como repetidora. E mesmo assim Serra Preta continua sem sinal", declarou Matos.

No dia 1º de agosto de 2011, moradores de Bravo fecharam a Estrada do Feijão (BA-052) para reivindicar o sinal de celular, uma comissão de moradores foi recebida pelo governador Jaques Wagner e o secretário Otto Alencar, no município de Pintadas, durante a inauguração da estrada daquela localidade.

"Os políticos garantiram aos moradores que em dentro de 90 dias o problema seria solucionado. A Secretaria Estadual de Infraestrutura chegou a adquirir equipamentos para captação de sinal para Bravo e Ponto de Serra Preta, mas a empresa responsável não teve êxito na instalação dos equipamentos em Bravo, segundo o técnico da empresa não chega sinal suficiente para ser distribuído com precisão", completa Alexsandro Matos.

O Bravo é o principal distrito do município de Serra Preta, e abriga mais de 8 mil habitantes. Os moradores cobram que fosse instalada uma torre com tecnologia da empresa ou até mesmo que as torres existentes nas suas proximidades abrisse o sinal para os moradores. O distrito de Ponto,  segundo maior com aproximdamente 4 mil habitantes, também não dispõe do sinal.

OBS: Matéria sugerida pelo seguidor Alexsandro Matos

Autor: Vinculado ao jornaldachapada.cidade


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki