Sustentabilidade Projeto desperta empreendedorismo e consciência ambiental

Extraído de: interjornal.noticias   Novembro 09, 2012

Sustentabilidade Jovens e adolescentes de São Miguel do Gostoso aprendem a conservar as belezas naturais de uma das praias mais paradisíacas do Rio Grande do Norte e ainda são estimulados a empreender

Associar noções de empreendedorismo e valorização da cultura local para defesa da conservação de uma das paisagens naturais mais deslumbrantes do Rio Grande do Norte , a praia de São Miguel do Gostoso, distante 110 quilômetros de Natal. Essa é a proposta de uma ação do projeto de Responsabilidade Social & Negócios, desenvolvido pelo Sebrae, com jovens e adolescentes do município. A iniciativa desperta o potencial empreendedor dos participantes e a preocupação com a preservação ambiental da praia, que ainda resguarda aspectos nativos. Por estar situada na esquina do continente, o local recebe turistas de várias partes do mundo, principalmente os adeptos do kitesurfe em busca mar, ventos fortes e um contato mais próximo com a natureza.

O projeto conta com o apoio empresários locais do trade turístico e comercial e envolve mais de 100 jovens que fazem parte da Associação de Meio Ambiente, Cultura e Justiça Social (Amjus), uma organização não governamental que atua desde 2009 na promoção do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) na cidade. As atividades começaram em maio, tendo com participantes alunos na faixa etária entre 15 e 18 anos de escolas públicas de São Miguel do Gostoso.

Objetivo é estimular a formação profissional e, ao mesmo tempo, repassar noções de sustentabilidade e empreendedorismo. Além disso, fazer um resgate da história do lugar, que, pela tese do historiador potiguar Lenine Pinto, teria sido o local onde Pedro Álvares Cabral aportou pela primeira vez e descobriu o Brasil, no ano de 1500.

“Pretendemos com esse trabalho despertar competências empreendedoras e ensinar a importância da preservação do meio ambiente e valorização da cultura loca, como identidade para esses jovens”, enfatiza a gestora do projeto de Responsabilidade Social & Negócios do Sebrae-RN, Tatiana Campos.

Gincana Empreendedora

Um dos pontos altos da ação foi a realização de uma Gincana Empreendedora, que ocorreu no início do mês e mobilizou 35 jovens em tornos de tarefas ecológicas práticas, como arrecadação de objetos recicláveis e confecção de utensílio a partir do material coletado. Os cinco grupos de participantes conseguiram arrecadar 11.150 garrafas PET durante a gincana. Além disso, tiveram o desafio de responder perguntas ligadas a temas, como gestão de negócio, finanças, cultura e sustentabilidade. Cada integrante do grupo do grupo vencedor ganhou como prêmio uma bicicleta, além da que foi sorteada entre os demais competidores.

Acompanhado da gerente da Unidade de Comércio e Serviço do Sebrae-RN, Sandra Martins, o diretor Técnico, João Hélio Cavalcanti participou do encerramento da gincana. “Trata-se de uma iniciativa importante para o Sebrae, não por está difundindo a visão empreendedora, mas também por estar em sintonia com os valores sociais e de consciência ambiental que são imprescindíveis para a vitalidade dos negócios”, destaca João Hélio. Para o diretor, a ação é uma forma de trazer novos conceitos de sustentabilidade e empreendedorismo, mobilizando a comunidade e empresariado local.

A Pousada Casa de Taipa é um exemplo disso. A empresa já vem desenvolvendo ações de responsabilidade social na praia e é parceira do projeto. “Sempre que realizamos qualquer ação aqui, em São Miguel do Gostoso, temos um retorno muito bacana. Manter o jovem ocupado, que é uma das intenções do projeto, é garantir um futuro melhor para ele”, diz um dos proprietários da Casa de Taipa, Marlos Camilo.

Retorno

O projeto é uma alternativa de criar empreendedores com consciência ambiental, tão importante para uma cidade que tem nas belezas naturais e no turismo a base da economia. Os conceitos foram bem absorvidos por Já Antônio Eric Bezerra, de 13 anos. “Agora, sei que recolher latinhas é tão importante, ou mais, que qualquer outra atividade. É uma atividade que pode gerar renda e manter o ambiente preservado”, conta o adolescente, cujo pai é pescador em São Miguel do Gostoso.

Já Lídice Caroline da Costa, 15 anos, passava a maior parte do dia ociosa, já que estuda o sétimo ano no período noturno. O projeto veio compensar essas horas vagas e dar um novo estimulo à sua formação. “Para mim, o projeto tem sido importante por valorizar a nossa cultura e despertar o empreendedorismo. Aprendi a lidar com vitórias e derrotas da mesma forma. Estou decidida a entrar no curso de Administração”, sonha a moça.

Acácio Melo, 18 anos, também está no projeto e ainda não decidiu que profissão seguir. Dividido entre medicina e psicologia, o rapaz afirma que o projeto o estimulou a buscar mais conhecimento e trabalhar em equipe. “Agora, temos a noção de como é, de fato, empreender”, afirma Acácio Melo, que é filho de garis e vê nos livros a principal fonte de revolução pessoal. Ele liderou o grupo vencedor da gincana.

Serviço:www.rn.agenciasebrae.com.br
http://portal.rn.sebrae.com.br
http://www.facebook.com/SebraeRN
http://www.twitter.com/SebraeRN
Central de Relacionamento Sebrae: 0800 570 0800
Agência Sebrae de Notícias (ASN RN): (84) 3616-7910 | 3616-7911

Autor: Vinculado ao interjornal.noticias


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki