Três jovens são assassinados a tiros em rua do Bairro São Geraldo

Extraído de: em.geral   Março 14, 2014

A disputa de gangues pelo tráfico de drogas é a motivação para o assassinato de três jovens na tarde desta sexta-feira no Bairro São Geraldo, na Região Leste de Belo Horizonte. As vítimas estavam na Rua Lassance quando foram surpreendidas por criminosos que passaram pela via em um carro. Um garoto também foi atingido e foi encaminhado para o hospital. Ninguém foi preso.

Saiba mais...
Quatro pessoas morrem e outras quatro ficam feridas a tiros no Bairro São Geraldo Chacina em pagode no Bairro São Geraldo tem origem em onda de assassinatos de 2009 Polícia continua procura por suspeitos de participar de chacina no Bairro São Geraldo Preso um dos suspeitos da chacina em bar no Bairro São Geraldo Preso mais um suspeito de chacina em bar no Bairro São Geraldo Suspeito de participar de chacina em bar no Bairro São Geraldo se entrega à policia
De acordo com a Polícia Militar (PM), as vítimas estavam no cruzamento entre as ruas Lassance e Tucuman. Um Citroen, que teve apenas as iniciais da placa HME identificadas, passou pelos jovens. Os ocupantes, sem descer do veículo, atiraram várias vezes contra os jovens. Os tiros acertaram na região da cabeça dos alvos.

Morreram na hora, Igor Kennedy Soares Martins, de 18 anos, Deividson Luiz Cássia, de 22, e Wender de Mattos Almeida Luciano, de 24. O irmão de Wender, Alisson Matos Luciano foi atingido no braço e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para o Hospital João XXIII.

Depois dos tiros, os criminosos fugiram e ainda não foram encontrados. Conforme a PM, a região é palco da disputa do tráfico de drogas. Constantemente quadrilhas do São Geraldo, do Alto Vera Cruz e Bairro Goiânia se enfrentam.

Chacina Mortes por causa do tráfico de drogas na região não é novidade. Em agosto de 2012, criminosos armados invadiram um Restaurante na Rua Itaité e abriram fogo contra os clientes. O alvo dos homens, era Vítor Leonardo dos Santos Souza, de 28, que morreu no atentado. Outras 14 pessoas ficaram feridas. Por causa do crime, três pessoas foram presas.

Conforme a polícia, os assassinatos fazem parte de uma série de vinganças motivadas pela disputa do tráfico de drogas. A guerra foi iniciada em fevereiro de 2011 durante briga entre quadrilhas que tentam controlar a distribuição de entorpecentes no Bairro Pompeia, na Região Leste da capital. A rixa já havia causado a morte de quatro pessoas antes do ataque ao bar.

Autor: Vinculado ao em.geral


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki