Viola deixa cadeia de Carapicuíba e responde a processo em liberdade Ex-jogador estava detido havia cinco dias por desobediência, posse ilegal de arma de fogo

Extraído de: noticias.orm.policia   Outubro 10, 2012

O ex-jogador Viola deixou a Cadeia Pública de Carapicuíba na tarde desta quarta-feira. Ele foi detido na noite da última sexta-feira por desobediência, posse ilegal de arma de fogo e ameaça de violência doméstica. Após uma petição de seu advogado, Marcos Pelozato Henrique, Viola conseguiu liberdade provisória e responderá ao processo em liberdade. Viola defendeu Corinthians, Palmeiras, Santos e Vasco e foi campeão do mundo com a seleção brasileira em 1994. O ex-jogador negou ter arma irregular em sua casa para fazer um exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML) de Osasco, na manhã de sábado. Ele foi detido por suspeita de desobediência a uma ordem judicial, por ameaça contra a mulher e por posse de munição e acessório de uso restrito. - Não vou falar nada agora. Tudo está sendo investigado. Depois eu vou falar a verdade - disse Viola, antes de ser libertado. Segundo o delegado Ronald Nascimento, a Justiça expediu um mandado para permitir que a mulher do ex-jogador deixasse a residência com seus pertences e na companhia do filho do casal de 5 anos. Na sexta-feira, no momento em que o oficial de Justiça, que estava acompanhado de policiais militares, chegou à casa para cumprir a determinação, Viola recusou-se a recebê-lo. O delegado foi chamado e esteve no condomínio onde o ex-jogador mora, em Barueri. Diante da resistência, foi determinada a entrada dos policiais na residência, onde foram encontrados um silenciador de uso restrito e munições para armas de dois calibres. Uma pistola 380 também foi localizada, mas ela estava regular. Segundo informações do SPTV, em 2006, o ex-jogador já tinha tido sido preso porque a polícia encontrou uma espingarda calibre 12 e munição dentro do carro dele. Na ocasião, Viola ficou 65 horas detido antes de ser liberado. O advogado de Viola informou que o ex-jogador deixou Carapicuíba com destino a sua casa, em Barueri. Ele aguardará o julgamento, ainda sem data agendada.Fonte: Globoesporte.com
Autor: Vinculado ao noticias.orm.policia


 
 
Deixe seu comentário



Siga o PasseiAki